Dançar no cinema com Greta Gerwig

24 JUNHO, 2017 -

Existe uma qualidade, tão distinta quão rara, que apenas meia dúzia de eleitos possuem. É uma energia magnética que atrai a câmara de tal forma que, sem qualquer movimento, a lente parece aproximar-se deles. Dessa mão cheia, nenhum dança melhor que Greta Gerwig.

Quando um realizador aponta a câmara para o seu corpo esguio ou foca nas suas expressões faciais, parte da sua alma transpira para película. Mas se há uma metade que a câmara captura, a outra, a restante, teima em esconder-se na quietude. Para se revelar é preciso movimento. É preciso dança.

Greta Gerwig estudou ballet clássico, dança contemporânea e hip-hop, mas só se especializou numa área do movimento corporal: a SUA dança. Os realizadores que a dirigiram demoraram a compreender as proezas de que era capaz. Joe Swanberg precisou de quase filme e meio para perceber quão mais simples o seu trabalho se tornaria, se em vez de gravar palavras embrulhadas em saliva, pousasse a câmara, a apontasse a Gerwig e implorasse:

– “MOVE!”

Poucos foram os realizadores que voltaram a repetir o erro. Se há filme com Greta Gerwig, há filme com Greta Gerwig a dançar. O cinema agradece.

Este trabalho foi realizado para o MUBI. A maior parte dos vídeo ensaios vivem no canal Beyond the Frame.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS