‘Com o Humor Não Se Brinca’: Colectânea dos mais importantes humoristas portugueses da actualidade

24 MAIO, 2017 -

Felizardos os que, em jeito de lamento, deixavam escapar: “faz falta uma colectânea dos mais importantes humoristas portugueses da actualidade”. Ao identificar precisamente a mesma lacuna – pelo menos no que ao plano literário concerne – Nelson Nunes deitou mãos à obra e tratou de produzir um belíssimo livro, com carácter obrigatório para os amantes da nobre arte de provocar gargalhadas.

À Comunidade Cultura e Arte, o autor expõe o conceito que suporta a obra:

“O Com o Humor Não Se Brinca aconteceu por simples curiosidade minha: por gostar muito de comédia (quem não gosta?), tinha vontade de ouvir os artistas falar a sério sobre o ofício. Como tal, comecei a elencar aqueles de quem mais gostava e, com uma sorte na qual ainda mal acredito, consegui reuni-los a todos num único livro. Felizmente, ao que tenho percebido, o livro tem tido uma aceitação gigantesca por parte do público e isso deixa-me muito, muito contente.“

Com o título a deixar antever a ironia sagaz de que também o autor é dono, “Com o Humor Não Se Brinca” reúne dezenas de entrevistas aos mais renomados profissionais do humor; nele figuram lendas vivas como Herman José, Ricardo Araújo Pereira, Bruno Nogueira ou João Quadros.

Porém, os novatos da arte não foram esquecidos: há um capitulo dedicado à mais recente geração de humoristas – com origem e maturação em plenas redes sociais – e que contempla nomes como Dário Guerreiro (“Môce dum Cabréste”), Diogo Faro (“Sensivelmente Idiota”) ou Guilherme Duarte (“Por Falar Noutra Coisa”).

As entrevistas vão de tópicos tão distintos como os mais genéricos; desde a formação da piada, como se deve escrevê-la/dizê-la, quais são as técnicas e limites do humor, até aos mais pessoais – nesta vertente proliferam testemunhos reais dos vários autores.

Ora, se o livro foi publicado em Outubro passado, já a adaptação a um novo formato pauta por mais recente. Levada a cabo pela mão de Fernando Alvim, sempre sob o olhar atento do Nelson, o livro deu lugar a um podcast que já conta com dois episódios: no primeiro é protagonista Ricardo Araújo Pereira e no segundo é dado palco a Guilherme Duarte:

“A propósito do podcast, o mérito é todo do Fernando Alvim: depois de me ter entrevistado para a Prova Oral e para o Canal Q, o Alvim confessou que tinha adorado o livro e que ainda haveria de ter uma ideia para trabalharmos juntos. E assim foi: passadas umas semanas, a um sábado de manhã, recebo uma chamada dele a desafiar-me para transformarmos o livro num podcast. E aí estamos nós, no ar, e a fazer uma cena maravilhosa que está a deixar-nos muito satisfeitos e empolgados.“

Para além de já nos ter brindado com uma colectânea de testemunhos absolutamente imprescindível, este aliciante projeto encontra-se também agora em formato áudio, para gáudio dos amantes mais fieis da arte acima mencionada.

Fotografia de capa do artigo da autoria de Rita Sousa Vieira | MadreMedia

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

Após um ano e meio de espera sofrida, e após ter sido adiada um mês, Broad City

Eddie Izzard, um dos mais famosos e mais respeitados comediantes do mundo, apresen

In media res é um espaço de ensaio a partir de elementos culturais. Reflexões desprovidas da

Há filmes que servem para aquilo que The Hitman's Bodyguard serve: puro entreteni