Cavaco Silva: “Acontece, até, que eu não votei, porque estava num casamento”

4 OUTUBRO, 2017 -

O antigo Presidente da República, Cavaco Silva, não quis comentar os resultados obtidos pelo PSD nas autárquicas, nem a não recandidatura de Pedro Passos Coelho à liderança do partido, mas não deixou de elogiar o ex primeiro-ministro de Portugal. 

Cavaco Silva recusou, esta quarta-feira, tecer quaisquer comentários sobre os resultados das autárquicas, garantindo que nem sequer votou por ter estado num casamento.

Acontece, até, que eu não votei, porque estava num casamento de um familiar muito próximo na Escócia no próprio dia e por isso só acompanhei já na segunda-feira o que tinha aqui ocorrido”, afirmou o antigo Presidente da República, citado pelo Jornal Eco, durante a apresentação do livro “Ética aplicada à Economia”.

Relativamente à decisão de Passos Coelho, de não se voltar a candidatar à liderança do PSD, o antigo Presidente da República apenas afirmou que “compete aos militantes as decisões que considerem melhores não só para o partido, mas acima de tudo para o país”, e aproveitou ainda para acrescentar que Passos sempre “deu o seu contributo para que Portugal a partir de 2013 entrasse numa trajectória de crescimento económico, redução do desemprego e melhoria das condições de vida da população que felizmente para todos tem vindo a acentuar-se”.

Recorde-se que Cavaco Silva apelou ao voto dos militantes do Partido Social Democrata, durante a Universidade de Verão do PSD, e agora admitiu que nem o próprio votou.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS