Grande novidade, Michel Temer é um bandido. Enquanto Dilma continua a ser a única sem acusações, ele e outros golpistas foram acusados de corrupção, organização criminosa e obstrução à justiça por tentarem impedir a Operação Lava Jato. Em 2015, Michel Temer utilizou duas peças-chave n

Somos movidos por lendas e ídolos que, de certo modo, ainda estão por ser explorados e investigados. As certezas não são muitas mas são proporcionais às hesitações que nos levam para esses caminhos de plena descoberta, de plena e intensa descodificação daquilo que parece normal. A normal

Numa cidade fortemente polarizada do ponto de vista social, como Lisboa, a cultura tem-se constituído como mais um fator de marginalização, de acentuação dessapolarização, em lugar de contribuir para a sua superação. A Câmara Municipal de Lisboa tira enorme proveito da concentração de in

O sucesso de uns não pode ser de todos: tem esforço, suor, empenho, sacrifício, lágrimas, desistência e conquista, decisões e, sobretudo, responsabilidade individual.  Era sabido que o nosso Presidente da República (PR) se preocupa com a autoestima dos portugueses. Mas eis que a vitória de

Depois de dois dias de correria na sala de imprensa do Santuário de Fátima, dei comigo a pensar: daqui a um século, quando metade do que escrevemos se tiver perdido no online, que história é que vamos contar? O Papa esteve em Portugal 23 horas e 42 minutos. Para quem esteve destacado para a cob

«What should young people do with their lives today? Many things, obviously. But the most daring thing is to create stable communities in which the terrible disease of loneliness can be cured.» Kurt Vonnegut Todas as gerações, desde a Grécia antiga até aos dias de hoje, têm sido classificadas

In media res é um espaço de ensaio a partir de elementos culturais. Reflexões desprovidas da lógica cronológica. O privilégio da ordem das nossas coisas. Sem pretensão avaliativa ou necessidade de aferição científica. Comprometida, somente, com a turva impressão pessoal do mundo das coisa

Estar no poder é razão para reivindicar mais do que aquilo que alguma vez se imaginaria. Os limites perdem-se num imaginário arrivista. Eram tempos, e são tempos nos quais as ambições se perdem e se confundem ao ritmo da estruturação da identidade. Quem quer, terá de fazer muito, para depoi

O Homem caracteriza-se por estar restringido à finitude. É inelutável que o grande guião (mesmo que subconsciente) para a vida humana é o seu termo. É nessa medida que criamos um conjunto de objectivos que nos conduzam, meta atrás de meta, naquilo a que se definiu chamar ‘autorealização

Uma das grandes obras de ficção científica do século XX, Farhenheit 451 da autoria do escritor americano Ray Bradbury, descreve um futuro distante onde a missão dos bombeiros não é a de apagar fogos mas sim de os atear, nomeadamente aos livros e às casas dos seus proprietários que são, log