‘Cartas da Guerra’ representa Portugal nos Óscares e nos Goya

13 SETEMBRO, 2016 -

Os membros da Academia Portuguesa das Artes e Ciências Cinematográficas escolheram o filme “Cartas da Guerra” (crítica), do realizador Ivo M. Ferreira, para representar Portugal na categoria de Melhor Filme de Língua Estrangeira nos Óscares e na categoria de Melhor Filme Ibero-americano, nos Prémios Goya.

O filme é baseado nas cartas que o escritor António Lobo Antunes escreveu à sua mulher, na altura em que esteve em serviço como médico na Guerra Colonial (entre 1971 e 1973)editadas no livro D’Este viver aqui neste papel descripto.

Cartas da Guerra” estreou em Portugal no dia 1 de Setembro, contando com Miguel Nunes, Margarida Vila-Nova, Ricardo Pereira, Tiago Aldeia, João Luís Arrais e Pedro Ferreira no elenco.

O anúncio dos indicados à 89ª edição dos Óscares, para a categoria de Melhor Filme de Língua Estrangeira, está marcado para 24 de Janeiro. Já a Gala de entrega dos Óscares está agendada para o dia 26 de Fevereiro de 2017 em Los Angeles, na Califórnia. Enquanto que a 31ª Edição dos Prémios Goya está prevista para o dia 4 de Fevereiro de 2017, em Madrid.

Cartas da Guerra” está em exibição nos cinemas e já ultrapassou os 12.000 espectadores. O filme já tem estreia comercial assegurada para França, Espanha, Bélgica, Holanda e Brasil, entre finais de 2016 e 2017.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

A terceira longa-metragem do realizador Ivo M. Ferreira estreia a 1 de Setembro, foi rodada

“Tudo quanto sei com maior certeza sobre a moral e as obrigações dos homens dev

O novo romance de António Lobo Antunes, "Para aquela

O making of do filme "