‘Back to Black’, de Amy Winehouse, foi lançado há 10 anos

26 OUTUBRO, 2016 -

A 27 de Outubro de 2006, Amy Winehouse lançava o seu segundo álbum “Back to Black”. O regresso da artista era já deveras antecipado com o sucesso do seu álbum de estreia “Frank”, lançado em 2003. Com o lançamento de “Frank”, Amy apresentou-se na indústria da música como algo totalmente singular na altura, com uma sonoridade única, a invocar grandes nomes do jazz como Sarah Vaughan, Dinah Washignton, Ella Fitzgerald e o incontornável Frank Sinatra, inspiração para o nome do álbum.

Depois de terminar a tour referente ao álbum de estreia em Janeiro de 2005, Winehouse concentrar-se-ia agora no processo de criação do seu segundo álbum. É contudo, nesta altura que conhece Blake Fielder-Civil, com quem inicia uma relação conturbada e que servirá de inspiração para o seu álbum “Back to Black” que surgirá apenas um ano mais tarde. Após o final da relação com Blake, Winehouse refugia-se no álcool. O seu amigo Nick Shymansky, preocupado com a saúde de Amy, tenta fazer uma intervenção para que esta compreenda a gravidade da situação em que se encontrava e para que esta aceite tratamento numa clínica de reabilitação. Após várias recusas em admitir o seu problema, Winehouse aceita tratar o seu vício mas afirma que antes quer que o seu pai lhe diga que ela precisa, de fato, de ajuda, sendo que o seu pai diz que esta não necessitava de tratamento. Sem novo material, a sua editora começava a ponderar terminar o contrato com a cantora, todavia Amy viaja para Miami, na casa de Salaam Remi, produtor do seu álbum “Frank”, onde começa a reviver as experiências com Blake para as assimilar em músicas e daí começaram a florir as primeiras faixas do seu segundo álbum.

10-anos-de-back-to-black-slide

Em Miami, juntamente com Salaam Remi, Amy começou a escrever o seu segundo álbum, baseado nas suas experiências com Blake e o fim da sua relação. Pouco tempo depois, viaja para Nova Iorque, onde continua a escrever o novo álbum, desta vez com a produção de Mark Ronson. É com Ronson que Amy escreve e grava “Rehab” e “Back to Black”. Rehab seria o primeiro single do álbum, lançado a 23 de Outubro de 2006, retrata a luta da cantora contra o álcool e a recusa da mesma em fazer tratamento numa clínica de reabilitação. O álbum pinta uma trágica imagem dos problemas pessoais de Amy com o álcool ao mesmo tempo que retrata a sua relação com Blake Fielder-Civil. Winehouse influenciar-se-ia no som das girl groups dos anos 60 como The Ronettes, The Shangri-las, The Supremes, The Shirelles e viria a adotar o icónico look de Ronnie Spector, membro do grupo The Ronettes.
“You Know I’m No Good”, “Back to Black”, “Tears Dry on Their Own” e “Love is a Losing Game” viriam também a ser lançados como singles do álbum.
“Back to Black” viria a consagrar-se como um dos melhores álbuns de sempre e viria ainda a consagrar Amy Winehouse como artista na cerimónia dos Grammy do ano de 2008 onde a cantora viria a vencer cinco dos seis prémios aos quais estava nomeada, incluindo “Canção do Ano”, prémio apresentado por Tony Bennett.
Com o falecimento de Amy Winehouse a 23 de Julho de 2011, “Back to Black” veio a ser o seu último álbum lançado em vida.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

Amy Jade Winehouse nasce em Southgate, um bairro no norte de Londres, a 14 de Sete

A instituição vai ajudar 16 mulheres e vai ser