Ao longo dos seus já treze romances (e outros tantos livros de contos e colectâneas de crónicas e artigos), o narrador de Javier Marías parece ser sempre o mesmo. Com as devidas variações de um livro para o outro, o seu trabalho incide sempre em algo que lide com interpretar o

Aos olhos do Ocidente, a história de África (mas também da América) começa com o Colonialismo, a partir do séc. XV, que aos olhos dos colonizadores, era responsável por trazer África (e a América) para o mundo, ignorando os milhões de Homens que já viviam nesses continent

Como guardamos a memória, e como a transportamos? Pode parecer-nos intuitivo, nomeadamente por o nosso cérebro tratar de arquivar tudo automaticamente, mas, no final de contas, só nos fica aquilo que a algo associamos. A memória é um sistema de associações, e o que está associado a determina

Paris modernizou, inegavelmente, a arte. Foi na cidade francesa que se formaram muitos dos principais movimentos artísticos modernos. Começando no século XIX, com o Impressionismo (ao qual se seguiu o Simbolismo, o Pós-impressionismo e a Arte Nova), foi o século XX que veio trazer uma mudança

Certas histórias dão a volta ao nosso corpo. Coisas que tomávamos como garantidas ao ligar o projector, saem não sei bem por onde quando o mesmo se desliga. Enquanto esteve a correr, não nos deu tempo para pensar, e só agora, com os créditos a rolar por cima dos frames finais, somos capazes d

Na cena literária portuguesa, nem tudo se cinge aos lançamentos das grandes editoras, que monopolizam o mercado. Recentemente, a Snob, livraria de Guimarães, em conjunto com a editora independente Pé de Mosca, criou a Colecção Pedante, onde é agora publicado Teatr

Nos Estados Unidos da América, o debate acerca do racismo e da ostracização negra tem cada vez mais holofotes voltados para si, fruto não só da chegada ao poder de Donald Trump e do reerguer de algumas plataformas de suprematistas brancos, mas também de tensões que nunca deix

Nos últimos anos, na generalidade dos países da América Latina, esforços tinham sido feitos para devolver o poder à população e melhorar as suas condições de vida, nomeadamente com o intuito de tirar de lá os muitos que estavam embrulhados na pobreza e na fome. A chamada ‘onda rosa’, q

Até há uns anos, os Açores encontravam-se num estado de modorra, como aliás o resto de Portugal, mergulhado na depressão da crise. Os ocasionais turistas vinham, sempre deliciados com o que encontravam ao chegar ao arquipélago, mas o fluxo turístico mantinha-se baixo. Agora,

Karl Ove Knausgård alcançou fama mundial quando se dispôs a narrar a sua vida, com um registo híbrido entre memória e ficção, num conjunto de livros ao qual deu o nome de