Somos movidos por lendas e ídolos que, de certo modo, ainda estão por ser explorados e investigados. As certezas não são muitas mas são proporcionais às hesitações que nos levam para esses caminhos de plena descoberta, de plena e intensa descodificação daquilo que parece normal. A normal

Jorge Luis Borges apresentou um mundo à própria literatura. O argentino contemplou-a com um registo que deambula entre a filosofia e a fantasia, não esquecendo o lirismo poético, e o rigor ensaísta académico. A sua grande peculiaridade mora nas diferentes relações estabeleci

Jean Zay foi um dos principais nomes na formalização educativa e cultura de França, incentivando e enrobustecendo as iniciativas culturais e formativas do país. Numa fase bastante conturbada, que sucedia a Primeira Guerra Mundial, mas que antecedia a Segunda, o gaulês, associad

Karl Marx e Friedrich Engels foram dois dos principais teóricos, tanto no âmbito da filosofia, como da sociologia, que influíram grande parte das forças partidárias políticas de esquerda. Ambos germânicos, deram origem a uma série de tratados, ensaios, e obr

Pedro Hispano foi um dos homens mais versáteis da Idade Média, mostrando em parte que era alguém que não era pertence à sua era. Com perspetivas modernas, tanto no âmbito das matemáticas como das artes, chegou a ser Papa, assumindo a designação de João XXI

Mia Couto é uma referência no que toca à literatura lusófona. De origem moçambicana, traz as suas origens para grande parte das obras que desenvolve, colmatando num imaginário rendilhado e maravilhado. Maravilhado com as suas terras, os seus rios, os seus mares, e os seus luga

Depois do sucesso moderado de "48:13" (2014), a banda Kasabian está de regresso aos trabalhos de estúdio. 2017 não esquece as glórias que a cidade inglesa de Leicester, da qual o grupo é proveniente, colecionou no ano passado, com a surpreenden

Estar no poder é razão para reivindicar mais do que aquilo que alguma vez se imaginaria. Os limites perdem-se num imaginário arrivista. Eram tempos, e são tempos nos quais as ambições se perdem e se confundem ao ritmo da estruturação da identidade. Quem quer, terá de fazer muito, para depoi

São muitas as problemáticas advindas da rotina, e que nos conduzem a um fluxo de pensamento dominado por questões como: "o que eu faço aqui?", "o que será do meu futuro?", "o que tenho de fazer para mudar de rumo?", "o que me poderá ajudar a melhorar o meu quotidiano?". São várias as questõ

São dezenas os livros expostos nos corredores da galeria museológica do Fórum Cultural de Ermesinde, numa exposição que lá constará até ao próximo dia 28 de maio. Esta prende-se com a apresentação de elementos associados à censura salazarista, desde as próprias obras in