#4 Essenciais do Cinema

7 SETEMBRO, 2016 -

Se estás a ler isto é porque chegaste ao “Essenciais do Cinema”– uma nova rubrica da CCA para quem quer descobrir um pouco mais. Com temáticas menos generalizadas, por vezes menos actuais mas igualmente relevantes. Com tudo isto, é normal que por aqui encontres – e temos mesmo de te avisar – mais texto. Bem-vindo ao “Essenciais do Cinema”.

The Sting (1973)
Realizador: George Roy Hill
Protagonizado por: Robert Redford, Paul Newman e Robert Shaw

Essencialmente é um filme de crime, com o sub-género caper à mistura, reflectindo a característica predominante ao longo do filme, tornando-o num dos mais importantes filmes do género. O sub-género caper é caracterizado pela amostragem do planeamento e execução de um crime, algo que este filme faz de forma fantástica e irrepreensível.

É protagonizado por duas lendas do cinema, Robert Redford e Paul Newman, dois burlões que planeiam uma golpada num dos maiores criminosos da cidade. A influência do filme foi tão grande que se tornou numa referência e fonte de inspiração por parte de grande parte dos filmes do género. É uma das inevitáveis presenças neste Essenciais do Cinema, que prime pela qualidade e originalidade sem discriminações cinematográficas, tendo ganhado sete Óscares da Academia, incluindo Melhor Filme, Melhor Realizador e Melhor Argumento. Recebeu, igualmente, três nomeações com a categoria Melhor Actor Principal a ser a mais significativa, com Robert Redford a perder para Jack Lemmon, no melhor desempenho da sua carreira.

É um dos filmes mais influentes de todos os tempos, incluindo dois génios da interpretação, mais uns tantos actores cuja qualidade é igualmente irrepreensível. George Roy Hill, não é um dos meus predilectos, repetiu a dupla utilizada em “Butch Cassidy and the Sundance Kid”, outra possível entrada na nossa lista. Hill tem, na minha opinião, a sua melhor realização que, apesar de não ser extremamente complexa, é infalível e incólume na abordagem à história e direcção artística do filme. “The Sting”, ou “A Golpada” em português, é com certeza um Essencial do Cinema!

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

Ao que parece o público ficou desiludido com o novo trabalho

Não será arriscado afirmar que o cinema português foi, até à década de 50, um dos mais fortes

O Festival de Cinema de Locarno é conhecido por ter uma programaç

O Congresso dos Jornalistas, que começa no dia 12, em Lisboa, será antecipado por um ciclo de cin