#27 Essenciais do Cinema

13 OUTUBRO, 2017 -

Se estás a ler isto é porque chegaste ao “Essenciais do Cinema”– uma nova rubrica da CCA para quem quer descobrir um pouco mais. Com temáticas menos generalizadas, por vezes menos actuais mas igualmente relevantes. Com tudo isto, é normal que por aqui encontres – e temos mesmo de te avisar – mais texto. Bem-vindo ao “Essenciais do Cinema”.

Filme: Amores Perros (2000)
Realizador: Alejandro González Iñarritu
Protagonizado por: Emilio Echevarría, Gael García Bernal e Goya Toledo

Três pessoas diferentes, três histórias de vida e um evento que conecta todos os intervenientes, num dos filmes mais extraordinários desde 1980. Este é de longe o melhor filme de Iñarritu e é o primeiro filme de uma trilogia sobre a morte, seguido por “21 Grams” e “Babel”. É uma verdadeira obra-prima e a sua estrutura é fantástica, filmado de forma incrivelmente inteligente, com interpretações fenomenais e um final de partir o coração. O filme consegue confirmar a importância do cinema de língua espanhola na indústria cinematográfica actual, principalmente desde o ano 2000. Além disso, confirma e solidifica o papel icónico que Gael García Bernal ganhou, desde então, tornando-se num dos principais e mais badalados actores do seu tempo.

Também destaca a relação entre os seres humanos e os animais, e por essa razão intitula-se “Amores Perros” (pt: “Amor Cão”). É o filme mais violento e cruel de Iñarritu, abordando temas difíceis como lealdade, traição, morte e amor perdido. Não só é o meu filme preferido de Iñarritu, mas também é o melhor papel de Gael García Bernal, superando a performance que teve em “La mala educación”. “Amores Perros” ganhou diversos prémios, mas perdeu, injustamente, o Óscar para Melhor Filme Estrangeiro. Curiosamente, é a primeira longa-metragem de Iñarritu, que arrisca com um filme deste calibre e com um conjunto de actores de ‘encher o olho’. O filme ficou na história pela sua estrutura cinematográfica e por um argumento emocional, mas ao mesmo tempo, cruel e arrepiante, em diversos momentos. A filmagem, realização e a edição de fotografia são magistrais, com um conjunto de sequências – que tal como aparece no trailer – ‘que provavelmente entrarão na história’.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS